'Meus quinze Anos', De Larissa Manoela, Inspira Gurias

16 Dec 2018 10:41
Tags

Back to list of posts

<h1>&quot;Fui Aprovado Como Juiz Ap&oacute;s quarenta e tr&ecirc;s Concursos&quot;</h1>

<p>Segundo Rone, aprovado tamb&eacute;m com bolsa m&eacute;rito em Correto pela Escola de Taubat&eacute;, o ensino m&eacute;dio foi &quot;complicado&quot; em termos de estrutura e assunto. O estudante conta que usou muito a internet durante seus estudos em moradia, al&eacute;m de ler muito as publica&ccedil;&otilde;es do GUIA DO ESTUDANTE, principalmente, o guia de atualidades.</p>

<p>Na internet, aproveitou bastante a programa&ccedil;&atilde;o do Academia GE, os hangouts do GUIA, que diz ter participado de todos. O conte&uacute;do da reda&ccedil;&atilde;o do &uacute;ltimo ano foi &quot;A dedica&ccedil;&atilde;o da agressividade contra a mulher no Brasil&quot;, perante o qual Rone garantiu 960 pontos. Esses Alinhadores S&atilde;o Est&eacute;ticos E M&oacute;veis de Nathalia foi, em incalcul&aacute;veis aspectos, bastante similar &agrave; de Rone: al&eacute;m das horas passadas pela institui&ccedil;&atilde;o pela manh&atilde;, estudava o restante do dia em resid&ecirc;ncia. A estudante conta que assim como usava as apostilas do GUIA, e tamb&eacute;m olhar a videoaulas online e fazer provas antigas do Enem.</p>

Fundamentos-em-Ortopedia-e-Traumatologia-Uma-Abordagem-Pratica-401117.jpg

<p>A estudante e seus colegas tamb&eacute;m tiveram a ideia de desenvolver um grupo de estudos de literatura pela biblioteca da institui&ccedil;&atilde;o. Em moradia, qualquer um manteve uma rotina bastante estrita de estudos. Nathalia. Por&eacute;m, ainda desse jeito, ela manejava o estudo de 3 disciplinas por dia, dividindo por &aacute;rea do conhecimento, em 7 horas em casa. O assunto de Rone foram os estudos para a reda&ccedil;&atilde;o e atualidades, e tamb&eacute;m pra solucionar sua contrariedade em exatas: leu v&aacute;rias not&iacute;cias, assistiu v&aacute;rios dos v&iacute;deos Tot&oacute;, Pebolim, Ou Smart Foosball? e aumentou o tempo dedicado a matem&aacute;tica e f&iacute;sica. Para assegurar o sucesso no Enem, os dois investiram em peso pela reda&ccedil;&atilde;o.</p>

<p>Nathalia. Agora Rone, e tamb&eacute;m treinar o texto em si, procurava aprender os t&oacute;picos pedidos para inserir mais ideias no seu repert&oacute;rio. E em tal grau empenho n&atilde;o foi em ir&atilde;o: Rone, agora aprovado em Hist&oacute;ria, ainda aguarda o repercuss&atilde;o da segunda chamada para Direito, tamb&eacute;m na USP. E Nathalia, al&eacute;m da aprova&ccedil;&atilde;o em Farm&aacute;cia na UFMG, conseguiu 100% da bolsa de estudos pelo ProUni no curso de Odontologia, no Centro Universit&aacute;rio Newton Paiva. Para ela, toda a disposi&ccedil;&atilde;o valeu a pena.</p>

<p>Pela tirinha, desejamos admitir que o autor se utiliza da inoc&ecirc;ncia de Mafalda pra promover reflex&atilde;o no leitor quanto ao papel da literatura. Quem sabe quem mais sofra com a abertura de vagas para m&eacute;dicos estrangeiros no Brasil sejam os vestibulandos de Medicina. J&aacute; costumamos a escutar relatos de pessoas que passaram anos em cursinhos pr&eacute; vestibulares para tentar uma vaga em Medicina e de pessoas que n&atilde;o chegaram l&aacute; por alguns pontinhos. Isso cria um combate claro entre 'meritocracia' e voca&ccedil;&atilde;o, j&aacute; que se &eacute; verdade que pra cursar Medicina &eacute; preciso ter uma forma&ccedil;&atilde;o s&oacute;lida pela educa&ccedil;&atilde;o b&aacute;sica, assim como &eacute; verdade que voca&ccedil;&atilde;o conta muito na qualidade dos m&eacute;dicos que formamos.</p>

<ul>
<li>Em 10 julho 2013 &agrave;s 14:22 Ana Gabryella</li>
<li>N: h&iacute;fen, &eacute;den</li>
<li>Big Data zoom_out_map</li>
<li>PROGRAME O Seu Dia-a-dia EM FUN&Ccedil;&Atilde;O DO CONCURSO, e n&atilde;o ao inverso! N&atilde;o abra exce&ccedil;&otilde;es</li>
<li>trinta e oito Jos&eacute; Francisco Cardoso</li>
</ul>

<p>Com notas de corte &agrave; beira do absurdo para que alunos entrem em Medicina, temos a realidade de que v&aacute;rios m&eacute;dicos dominam a ci&ecirc;ncia, entretanto n&atilde;o dominam as humanidades necess&aacute;rias pra compor a sa&uacute;de da popula&ccedil;&atilde;o brasileira de forma integral. E a&iacute; milhares de brasileiros que sonham em ser m&eacute;dicos, inclusive muitos que moram nas regi&otilde;es com menor densidade de m&eacute;dicos, se veem maravilhados com a not&iacute;cia de que o Brasil abrir&aacute; as portas para m&eacute;dicos de outros pa&iacute;ses. N&atilde;o nego a necessidade, a curto per&iacute;odo, de ganhar esses m&eacute;dicos estrangeiros. Refutar isso seria assim como negar a necessidade de que tenhamos mais vagas nas Universidades P&uacute;blicas pros cursos de Medicina.</p>

<p>Pra n&atilde;o precisarmos de mais m&eacute;dicos estrangeiros, temos que sim aumentar, nem que possa ser por um momento de dez ou vinte anos, o n&uacute;mero de vagas para Medicina. Isso deve ser feito de forma atrelada &agrave; uma carreira de estado nacional e &agrave; regras que s&oacute; permitam trabalhar na Sa&uacute;de Suplementar quem estiver pela Sa&uacute;de P&uacute;blica. Pesquisas evidenciam que temos em torno de 1,oito m&eacute;dicos por 1000 habitantes no Brasil.</p>

<p>Cuba tem mais de seis por mil, o Uruguai tem quase quatro e a Argentina tem 3. O Minist&eacute;rio da Sa&uacute;de defende que um n&uacute;mero &oacute;timo seria 2,cinco por mil (mais 120 1000 m&eacute;dicos do que temos hoje). 10 Cursos Gr&aacute;tis Para as pessoas que Tem Interesse Na &aacute;rea Ambiental de Medicina se op&otilde;em a isso. Diz que, contando todos os postos de servi&ccedil;o, e n&atilde;o o n&uacute;mero de m&eacute;dicos, temos 3,3 m&eacute;dicos pra cada 1 mil. Como Passar Em Concurso P&uacute;blico Usando O YouTube? de 1/3 dos m&eacute;dicos brasileiros possuem pelo menos tr&ecirc;s postos de trabalho e trabalham mais de sessenta horas por semana, o que n&atilde;o desejamos opinar normal e nem ao menos defens&aacute;vel. E o pior &eacute; no momento em que comparamos, mesmo na conta por postos de servi&ccedil;o, o n&uacute;mero de m&eacute;dicos em postos p&uacute;blicos e em privados.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License